ABREU, Capistrano. Caminhos Antigos e Povoamentos do Brasil. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira SA, 1975. 156 p.

ALEMÃO, Francisco Freire. Diário de viagem de Francisco Freire Alemão: Crato-Rio de Janeiro, 1859-1960. Fortaleza: Museu do Ceará, 2007. 144 p.

AQUINO, J. Lindemberg de. Roteiro Biográfico das Ruas do Crato. 2a ed. Fortaleza: UFC Casa José de Alencar, 1999, 263 p.

BARROS, Luitgarde Oliveira Cavalcanti. A Terra da Mãe de Deus. 1a ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves; Brasília: INL, 1988. 329 p.

___________________ . Padre Cícero Romão Baptista e os Fatos do Joaseiro: Autonomia Político Administrativa. Fortaleza: Editora SENAC-Ce, 2012. 518 p.

BARROSO, Oswald. Reis de Congo. Fortaleza: Museu da Imagem e do Som, 1996. 288 p.

BRASIL. Constituição do Brasil. Brasília: Ministério da Educação, 1989.

BRASIL. Ministério da Cultura. Plano Nacional de Cultura. Brasília, DF, 2012.

CAIXETA, Felipe Teixeira Bueno. Dia de Quilombo: Cinema e Cultura Popular no Juazeiro do Padre Cícero. 177 f. Dissertação (Pós Graduação em Cultura e Territorialidades) - Instituto de Artes e Comunicação Social, Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, 2016.

CAVA, Ralph Della. Milagre em Juazeiro. 3a ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2014. 497 p.

CORDEIRO, Domingos Sávio. Um beato líder: narrativas memoráveis do Caldeirão. Rio de Janeiro: Mundos das Ideias, Goiânia: Kelps, 2013. 248 p.

FEITOSA, Neri. Crato Arneiroz - Feitosa. Crato: Ed. do autor, 1987.

FIGUEIREDO, José Alves de. O beato José Lourenço e a sua atuação no Cariri. Fortaleza: Museu do Ceará, Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, 2006. 64p.153

FIGUEIREDO, José Nilton de. A (con)sagração da vida: Formação das Comunidades de pequenos agricultores da Chapada do Araripe. Crato: A Província Edições, 2002. 74 p.

FILHO, J. de Figueiredo. Engenhos de Rapadura no Cariri: documentário da vida rural. Fortaleza: coedição Secult/Edições URCA-Edições UFC, 2010. 145 p

_________________ . Folguedos Infantis Caririenses. Fortaleza: coedição Secult/Edições URCA-Edições UFC, 2010. 145 p

__________________.O Folclore no Cariri. 1a ed. Fortaleza: Imprensa Universitária do Ceará, 1962. 112 p.

__________________.História do Cariri. 1a ed. Crato: Faculdade de Filosofia, 1964. 93 p.

HOORNAERT, Eduardo. Crônicas das Casas de Caridade fundadas pelo Padre Ibiapina. Fortaleza: Expressão Gráfica, 2006. 251 p.

LEITE, Francisco de Assis. Da razão de ser do ‘Dia do Cariri’. Crato: Tip Ramiro, 1949.

LOPES, Régis. Caldeirão: estudo histórico sobre o beato José Lourenço e suas comunidades. 2a ed. Fortaleza: Instituto Frei Tito de Alencar NUDOC/UFC, 2011. 220 p.

LÓSSIO, Moacyr Gondim. Iniciação à História do Cariri. Crato: Prefeitura Municipal de Crato – Departamento de Cultura, 1986. 200 p.

MACEDO, Joaryvar. Império do Bacamarte. Fortaleza: Editora Universidade Federal do Ceará, 1990. 274 p.

MENEZES, Paulo Elpídio de. O Crato de meu tempo. Fortaleza: Imprensa Universitária do Ceará,1960

MONTENEGRO, Seridião Correia. Crato: Princesa do Cariri Capital da Cultura Oásis do Sertão. Fortaleza: Tipogresso, 2015. 224 p.

MOREIRA, Ágio Augusto. A espiritualidade do Padre Cícero Romão Batista: cronologia. 1a ed. Crato: BSG Bureau de Serviços Gerais, 2013. 188 p. 154

NASCIMENTO, F. S.. Crato: lampejos políticos e culturais. Fortaleza: UFC-Casa de José de Alencar, 1998. 195 p.

NUNES, Cícera. Reisado Cearense: uma Proposta para o Ensino das Africanidades. Fortaleza: Conhecimento Editora, 2011. 253 p.

PINHEIRO, Irineu. Efemérides do Cariri. Fortaleza: Editora da Universidade Federal do Ceará, 2010. 555 p.

____________________. O Cariri, seu descobrimento, povoamento, costumes. Fortaleza: Fundação Waldemar Alcântara, 2009. 288 p.

SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA DO CRATO. Diretrizes Norteadoras do Plano Municipal de Cultura. Crato: Prefeitura Muncipal de Crato, 2013. 34 p.

SIQUEIRA, Baptista. Os Cariris do Nordeste. Rio de Janeiro: Ed. Cátedra, 1978. 351 p.

SOBREIRA, Azarias. O primeiro bispo de Crato. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora Ltda., 2006. 151 p.

VILLAR, Cliff. Crato 250 anos. Fortaleza: Fundação Demócrito Rocha, 2014. 171 p.

PERIÓDICOS:

A PROVÍNCIA. Crato: Revista A Província o Universal pelo Regional, edições 01 - 32, 1953-2015.

BLOG DO CRATO. Disponível em http://blogdocrato.blogspot.com.br/

ITAYTERA. Crato: Instituto Cultural do Cariri. Edições 01 - 45, 1953-2015

CORDÉIS:

BANDEIRA, Pedro. Morre um Aniceto. Juazeiro do Norte: Ed. do autor, 2015.

BRITO, Willian. Bem Vindo ao Crato. Crato: Secult-Academia dos Cordelistas do Crato-Fundação Mestre Elói, 2014.

FIGUEIREDO, Anilda. Os patronos das ruas do Crato. Crato: Secult-Academia dos Cordelistas do Crato-Fundação Mestre Elói, 2014.155

FIGUEIREDO, Anilda (org). 250 anos do Crato: Eu faço parte dessa história. Crato: Secult-Academia dos Cordelistas do Crato-Fundação Mestre Elói, 2014.

JOB, Sebastiana Gomes de Almeida (Bastinha). Se queres ser meu amigo não fales mal de meu Crato. Secult-Academia dos Cordelistas do Crato-Fundação Mestre Elói, 2014.

LIMA, Luciano Carneiro de. Crato e suas memórias. Crato: Secult-Academia dos Cordelistas do Crato-Fundação Mestre Elói, 2014.

MORAIS, Elói Teles de. A Confederação dos Cariris. Crato: Secult-Academia dos Cordelistas do Crato-Fundação Mestre Elói, 2014.

_____________________. História do Crato: a Revolução de 1817. Crato: Secult-Academia dos Cordelistas do Crato-Fundação Mestre Elói, 2014.

_____________________. História do Crato: Crato Cidade Lei 628 de 17-10-1853. Crato: Secult-Academia dos Cordelistas do Crato-Fundação Mestre Elói, 2014.

_____________________. História do Crato: Criação do município. Crato: Secult-Academia dos Cordelistas do Crato-Fundação Mestre Elói, 2014.

_____________________. História do Crato (em versos): O aldeamento. Crato: Secult-Academia dos Cordelistas do Crato-Fundação Mestre Elói, 2014.

_____________________. História do Crato: O fim do século. Crato: Secult-Academia dos Cordelistas do Crato-Fundação Mestre Elói, 2014.

_____________________. História do Crato: o 1.o de Setembro. Crato: Secult-Academia dos Cordelistas do Crato-Fundação Mestre Elói, 2014.

_____________________. Um sonho com Dona Bárbara. Crato: Secult-Academia dos Cordelistas do Crato-Fundação Mestre Elói, 2014.

NASCIMENTO, Chico. A Casa de Câmara e Cadeia do Crato. Crato: Secult -Academia dos Cordelistas do Crato-Fundação Mestre Elói, 2014.

OLIVEIRA, Francisca Maria Cardoso (MANA). Crato: 1740-1960 Evolução Urbana e Arquitetura. Crato: Secult-Academia dos Cordelistas do Crato-Fundação Mestre Elói, 2014.